One Piece: As 10 maiores diferenças entre a série da Netflix e o anime/mangá

One Piece
Divulgação

Baseada na série de mangá mais vendida na história do Japão, escrita por Eiichiro Oda, “ONE PIECE: A Série” já está disponível na Netflix e é sem dúvida uma dos mais absolutos sucessos da plataforma, ultrapassando as séries Wandinha e Stranger Things, em países onde ocupa o Top 10.

Continua após a publicidade..

One Piece é uma aventura em alto-mar como você nunca viu. Monkey D. Luffy é um jovem que sempre sonhou com uma vida de liberdade. Ele sai do vilarejo onde vive para uma jornada perigosa em busca do lendário tesouro One Piece.

Saiba quais são as 10 maiores diferenças entre a série da Netflix e o anime/mangá de One Piece:

One Piece
Divulgação

1. Cidade Concha

No mangá/anime, quando Luffy chega em Shell Town, Zoro já foi preso por irritar Helmeppo e foi amarrado pelos fuzileiros navais sob o comando de Axe Hand Morgan. E diferente da série, Luffy não entra na marinha para pegar o mapa, ele entra para resgatar as espadas de Zoro, com a finalidade de convence-lo a entrar para seu bando.

Nesse ponto da história, Luffy ainda não conhece Nami, mas eles meio que já estiveram no mesmo ambiente, e ela já o observou e ela aproveita o caos que Luffy e Zoro armaram para ela mesma roubar o Axe Hand Morgan. Já na série, Luffy e Nami roubam Axe Hand Morgan juntos.

2. Baroque Works

O 7 da Baroque Works teve um fim rápido na série da Netflix, em comparação com o anime/mangá, onde eles são os principais antagonistas da subtrama. Inclusive, os Baroque Works não são apresentados, até que Luffy e seu bando entrem na Grand Line. O que ainda não aconteceu na série.

Continua após a publicidade..

3. Buggy

O palhaço ganhou um temo de tela muito maior na série da Netflix do que ele possui no original. No mangá/anime, a ocupação de Orange Town por Buggy resultou na fuga dos moradores da cidade, e ninguém menos que o prefeito ficou para trás.

Buggy não Tinha um circo durante este arco, mas sim, um navio pirata que tinha uma arma devastadora capaz de destruir grandes partes de uma cidade com uma única explosão, a Bomba Buggy.

Buggy foi derrotado por Luffy (assim como na série), que usou sua Gum Gum Bazooka para enviar o corpo cortado de Buggy voando além do horizonte. O palhaço passaria alguns dias em sua pequena aventura lutando para voltar ao corpo. A história do retorno de Buggy ao seu corpo foi contada nos episódios 46-47 do anime.

Continua após a publicidade..

4. Vice-Almirante Garp da Marinha

Enquanto na série nos foi revelado já na primeira temporada que o Vice-Almirante Garp da Marinha era o avô de Luffy, a galera que conferiu o mangá/anime só descobriu isso depois do capítulo 431 do mangá e 313 do anime.

5. Treinamento de Kobi e Helmeppo

Na série descobrimos que o Vice-almirante Garp irá treinar a dupla, mas no mangá o treinamento de Koby e Helmeppo com Garp foi contado nas capas. E no anime foi mostrado nos episódios 68-69.

One Piece imagem do anime
Divulgação

6. Os Gatos Pretos

O plano de Kuro de assumir o controle da propriedade de Kaya foi um pouco diferente no live-action em comparação com o mangá/anime. O capitão dos piratas Gato Preto planejou assassinar Kaya quando chegasse a hora certa, mas ele não a estava envenenando, em vez disso, seus problemas de saúde foram causados ​​pelo luto pela morte de seus pais.

Continua após a publicidade..

 Sua tripulação, liderada pelo primeiro imediato Jango, estava esperando pacientemente pelo início do plano de Kuro, onde eles usariam os poderes hipnóticos de Jango para hipnotizar a tripulação fazendo-a pensar que eram superfortes, antes de eventualmente conquistar Syrup Village. A luta entre os Gatos Pretos e os Chapéus de Palha também aconteceu na praia, não na casa de Kaya.

7. O Bando do Usopp

No anime/mangá, o Usopp tinha um bando composto por ele e mais 3 “piratas” que não existem na série da Netflix.

8. Piratas Don Krieg

No mangá/anime, a armada comandada por Don Krieg dos piratas Krieg foi dizimada pelo senhor da guerra pirata Dracule Mihawk. No entanto, Don Krieg não foi morto em combate por Mihawk, mas sim derrotado por Luffy.

9. Mihawk

No mangá/anime Mihawk veio até Baratie em busca do navio de Don Krieg, onde também o cortaria ao meio. Mihawk não estava sob ordens de nenhum membro da marinha para perseguir Luffy (como mostra a série da Netflix), e seu desafio de Zoro veio pouco antes da luta de Luffy com Don Krieg.

10. A “traição” de Nami

No mangá/anime, Nami trai Luffy, Zoro e Usopp roubando o Going Merry e não o mapa, o que significa que os meninos da tripulação, incluindo os amigos caçadores de recompensas de Sanji e Zoro, Johnny e Yosaku, tiveram que usar o barco menor que foi deixado para trás.

Eles usaram este barco para navegar até o Parque Arlong. Johnny e Yosaku também nunca apareceram na série live-action.

Fonte: Whats on Netflix

Confira também: One Piece 2ª temporada: Notícias e o que foi revelado (até o momento)

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes e séries das suas franquias favoritas no Universo SagasAproveite também para seguir a nossa conta no instagram e a página do Google News.

Sou brasileira, carioca da Gema, Bióloga, professora, Nerd, Traveller e geminiana. 39 anos com carinha de 25. Movida a filmes, séries e livros (falo sobre isso também nas minhas redes sociais @geekthingsblog). Tenho mais fases do que a própria lua, mas uma coisa que todos precisam saber sobre mim é que eu sempre realizo meus sonhos, por mais que isso demore um tempinho!