Os episódios mais perturbadores de American Horror Story

Banner da série American Horror Story
Divulgação

Atualmente contando com 12 temporadas, a série American Horror Story, criada por Ryan Murphy, é bem conhecida pelas suas narrativas sinistras e episódios que podem ser considerados verdadeiramente assustadores – até mesmo perturbadores – e a exploração dos cantos mais sombrios do gênero do horror.

Continua após a publicidade..

Explorando diversos métodos de envolver o público em suas narrativas por meio do suspense psicológico, horrores sobrenaturais e personagens distorcidos,  a série exibida no canal FX e disponível  para streaming no Star+ tem pelo menos um episódio em cada uma das suas temporadas que podem ser considerados os mais perturbadores já feitos na história da televisão.

Pensando nisso, ranqueamos os 10 episódios mais perturbadores que foram lançados ao longo dos seus 12 anos em exibição. Se prepare, pois vamos te levar em uma jornada realmente arrepiante e macabra pelas histórias mais perturbadoras já trazidas à tela pela série!

Os 10 episódios mais perturbadores de American Horror Story

10 | Freak Show – 4ª temporada, Episódio 13 (“Curtain Call”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Apesar de muitos dos momentos mais assustadores de American Horror Story virem de sustos repentinos (os chamados “jump scares“), poucos foram tão abruptos quando o destino dos membros do “Freak Show” – um circo formado por diversos indivíduos com anormalidades físicas ou talentos  únicos.

Continua após a publicidade..

Com membros do grupo sendo assassinados ao longo da tensa história da 4ª temporada, os espectadores foram surpreendidos com o massacre causado por um assassino em série enlouquecido logo no começo do episódio.

O acontecimento, autoria de Dandy, foi um momento terrível principalmente pelo fato que, nesse ponto da trama, os fãs já estavam bem familiarizados com suas vítimas.

9 | 1984 – 9ª temporada, Episódio 4 (“True Killers”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Voltando às origens da série, a 9ª temporada de AHS levou os fãs para um acampamento de verão em um slasher digno do gênero de terror.

Continua após a publicidade..

Com sua trama ficando cada vez mais complexa na segunda metade da sua história, foi o episódio 4 que mostrou aos espectadores o real horror no qual eles estavam embarcando ao verem o personagem Xavier ser cozinhado vivo em um grande forno.

Apesar desse fato já ser perturbador por si só, se o personagem tivesse morrido como resultado dessa experiência, talvez esse episódio não seria listado aqui. Mas o que solidificou seu lugar na lista foi, na verdade, o destino dele (que tornou toda a situação ainda pior)… Após suportar queimaduras terríveis e ter que experienciar uma dor imensurável, Xavier foi assassinado logo em seguida.

8 | Coven – 3ª temporada, Episódio 3 (“The Replacements”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Se engana quem acha que o tema escolhido para a 3ª temporada de American Horror Story não deixou espaço para momentos perturbadores em algum dos seus episódios.

Continua após a publicidade..

Com uma trama centrada em um convento de bruxas e contando com a presença de assassinos com machados ou arrancamento de olhos no desenrolar da sua narrativa, foi um trauma muito mais mundano que tornou o “The Replacements” tão perturbador: a revelação da verdadeira natureza da mãe de Kyle.

Durante o episódio, foi revelado que  a mulher era uma predadora incestuosa e essa reviravolta se provou particularmente desagradável ao mostrar que até personagens secundários da série (aqueles que você menos suspeita) podem se mostrar verdadeiros monstros.

7 | Cult – 7ª temporada, Episódio 5 (“Holes”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Ambientada logo após a eleição do novo Presidente Americano em 2016, a 7ª temporada de American Horror Story explorou os efeitos psicológicos do medo e da paranoia que podem acontecer durante um período político tão importante para um país.

Muito mais fixado em elementos da vida real, o episódio 5 mostrou Kai (interpretado por Even Peters), um líder desequilibrado de um culto, reunido com um grande número de assassinos vestidos como palhaços que invadiam residências. Considerado um medo de muitos e uma ideia extremamente assustadora, as invasões domiciliares retratadas em AHS eram nada menos do que momentos de tirar o sono.

Porém, foi o destino de um homem sem nome que tornou esse episódio especialmente perturbador. Durante o episódio, ele foi assassinado casualmente pelo personagem de Peters como resultado de uma tortura prolongada feita com uma pistolas de pregos.

6 | Roanoke – 6ª temporada, Episódio 4 (“Chaptetr 4”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Considerada uma abordagem verdadeiramente única entre as outras temporadas de American Horror Story, a 6ª temporada adotou um formato totalmente diferente em relação às outras produções já lançadas – sendo uma espécie de documentário dentro de um documentário.

O momento perturbador que se destaca no episódio 4 acontece quando um médium bem intencionado chamado Cricket teve um dos destinos mais cruéis já vistos em AHS: sua morte veio com seu estripamento – considerado extremamente forte, mesmo vindo de uma série notoriamente conhecida por seus momentos assustadores.

5 | Coven – 3ª temporada, Episódio 1 (“Bitchcraft”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Marcando presença pela segunda vez nesta lista, a 3ª temporada de American Horror Story já foi iniciada com um flashback perturbador que apresentou aos espectadores uma assassina em série que também é proprietária de escravos, Delphine LaLaurie.

A revelação por trás do passado de LaLaurie e a maneira que ela maltratava seus escravos era horripilante, mas o que tornou esse episódio realmente perturbador foi o fato que essas cenas foram apresentadas tão cedo na história – roubando a oportunidade dos espectadores se prepararem (não que seja possível).

4 |  Hotel – 5ª temporada, Episódio 1 (“Checking In”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

A 5ª temporada de American Horror Story é ambientada em um hotel ficcional chamado Hotel Cortez, localizado em Los Angeles. Considerada assombrada e misteriosa, a nova locação revelou já no primeiro episódio da série o motivo por trás da sua história obscura. Assim como “Coven“, o primeiro episódio do quinto ano de AHS deixou suas intenções claras logo no seu primeiro episódio.

Com o objetivo de chocar os espectadores sem aviso nenhum, “Checking In” fez os fãs da série testemunharem as terríveis ações do Demônio do Vício – que agrediu graficamente o personagem de Max Greenfield, um homem chamado Gabriel. Foi um momento realmente perturbador.

3 | Freak Show – 4ª temporada, Episódio 7 (“Test of Strenght”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Também mencionado pela segunda vez nessa lista, a 4ª temporada de American Horror Story, que é focada no grupo “Freak Show“, teve mais um episódio que deve ser destacado dentre os mais perturbadores até o momento.

Em “Test of Strenght“, a trama explora as consequências da escolha de  Dell Toledo – que foi tentado a trair seus colegas com uma oportunidade de ganhar riquezas incalculáveis. Apesar de muitos espectadores não acreditarem que o personagem se entregaria para uma barganha como essa, a partir do momento em que ele entregou o vestido mais bonito a Ma Petite, o rumo da história ficou um tanto óbvio…

O destino final de Ma Petite foi devastador e sua morte foi horrenda – com Dell vendendo sua alma enquanto uma das personagens mais queridas da temporada perdeu sua vida.

2 | Murder House – 1ª temporada, Episódio 6 (“Piggy, Piggy”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Talvez seja resultado do fato que esteja na 1ª temporada de American Horror Story, mas a trama principal do episódio 6 de “Murder House” segue, até hoje, como uma das mais perturbadoras já mostradas na série.

O momento acontece enquanto Ben fala com um novo cliente, um paciente perturbado que compartilha sua obsessão com uma lenda de um assassino em série chamado Piggyman. Conhecido por retalhar suas vítimas e se mostrando uma criação verdadeiramente aterrorizante, o Piggyman poderia ser invocado da mesma maneira que o Candyman – vilão clássico de filmes de terror.

Além disso, o episódio ainda adiciona uma segunda camada à sua já perturbadora trama, revelando as fantasias de Tate de atirar em sua escola.

1 | Asylum – 2ª temporada, Episódio 5 (“I Am Anne Frank – Part 2”)

American Horror Story - Os 10 episódios mais perturbadores da série
Divulgação

Por fim, o episódio mais perturbador de American Horror Story pode ser encontrado na 2ª temporada da série.

Com abduções alienígenas, zumbis, possessões demoníacas, dois assassinos em série diferentes e uma assombração, o segundo ano de AHS se mostrou realmente ambicioso.

Dona da experiência mais perturbadora da série, “Asylum” mostrou a transformação da personagem Shelly em uma grotesca zumbi experimental – entrando para um dos destinos mais terríveis de um personagem já demonstrado na produção -, enquanto também apresentou o encontro de Lana com o Bloody Face (personagem inspirado em um dos serial killers mais conhecidos do século XX) com um terror mais realista e assustador.

Mesclando pesadelos plausíveis com elementos de ficção científica, “I Am Anne Frank – Part 2” criou uma experiência perturbadora e inesquecível para os fãs.

Essa lista é baseada em um artigo do site Screen Rant.

Confira também: Nine Voyages: Tudo sobre o prelúdio de A Casa do Dragão

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes e séries das suas franquias favoritas no Universo SagasAproveite também para seguir a nossa conta no instagram e a página do Google News.

Apaixonada por cinema e interessada nos bastidores e curiosidades por trás de filmes, games e séries, se formou em Rádio, TV e Cinema em 2017. Seu jogo favorito é The Last of Us e dentre seus títulos favoritos estão as séries 24 Horas, Friends e Bones; a saga Harry Potter; e a animação Avatar: A Lenda de Aang.