HomeConteúdo originalSériesThe Acolyte: Conheça a história de bruxas no universo Star Wars

The Acolyte: Conheça a história de bruxas no universo Star Wars

O episódio 3 de The Acolyte nos mostrou um pouco da infância de Osha e Mae, assim como suas ligações com bruxas!

Jodie Turner-Smith em The Acolyte
Divulgação

Embora este não seja um assunto abordado nos filmes da franquia original de Star Wars, que sempre buscou focar muito mais nos aspectos da força com seus lados da luz e escuridão, bruxas como visto no episódio 3 de The Acolyte também existem neste universo. E sim, elas já possuem uma história longa e bem estabelecida.

Após os dois primeiros episódios apresentarem seus protagonistas, The Acolyte, episódio 3, mergulhou profundamente na história da infância de Osha (Amandla Stenberg) e Mae (Amandla Stenberg) enquanto elas cresciam no planeta Brendok.

E com isso, a história então nos revela que elas foram criadas entre um grupo de bruxas, liderado por Mãe Aniseya (Jodie Turner-Smith), que reverencia as gêmeas como um milagre da Força.

Durante o Era da Alta República em que “O Acólito” é ambientado, o uso da Força e os usuários da Força eram fortemente regulamentados pelos Jedi. Se você fosse sensível à Força neste momento, os Jedi queriam você na Ordem. Mãe Aniseya e o seu clã estão claramente em desacordo com esse ideal, que ela defende abertamente.

“Não se trata de bom ou ruim”, diz ela. “Trata-se de poder e de quem tem permissão para usá-lo.”

- publicidade -

Com “The Acolyte” acontecendo 100 anos antes do início do resto do cânone de Star Wars mostrado nas telas, certamente parece que este clã está lançando as bases para muitos dos ideais que as futuras bruxas da “franquia” parecem seguir.

Aqui está o que sabemos sobre a história das bruxas em Star Wars indo além de The Acolyte

As bruxas têm poderes diferentes dos Jedi e Sith?

No universo Star Wars, a Força tem sido vista principalmente através da forma como os Jedi e Sith a usam – e “usar” é a palavra-chave. As duas principais facções sensíveis à Força veem a Força como algo a ser exercido para manter a paz ou semear o caos. As bruxas tendem a ter uma visão mais ampla da Força. Eles veem sua conexão como algo a ser estudado e a veem como uma entidade viva. Algo que, por sinal, foi muito destacado no episódio 3 de The Acolyte.

Muitas bruxas ao longo da longa história de “Star Wars” exploraram aspectos da Força que os Jedi e Siths não exploraram, o que levou a habilidades como telepatia, invisibilidade, ressurreição de mortos-vivos e teletransporte.

- publicidade -

As Bruxas de Dathomir

As bruxas de Dathomir
Divulgação

As Bruxas de Dathomir deram aos fãs uma visão mais próxima da cultura das bruxas em “Star Wars”. Eles apareceram pela primeira vez na série animada “Star Wars: A Guerra dos Clones” e residem no planeta Dathomir, que é culturalmente rico em bruxas. Como muitas bruxas, a seita Dathomiriana inclina-se para o lado negro, embora nunca fique especificamente do lado dos Jedi ou Sith.

Existem muitos clãs de bruxas diferentes espalhados por todo o planeta, mas as Irmãs da Noite ficam com a maior parte do foco. Lideradas pela Mãe Talzin (observe o título, talvez uma herança da época de Aniseya), as Irmãs da Noite ajudaram o Conde Dooku durante as Guerras Clônicas. Talzin também é mãe de Darth Maul e Savage Opress.

Outra Irmã da Noite proeminente – e a primeira bruxa na tela a aparecer em “Star Wars” – é Asajj Ventress, que apareceu na série animada “A Guerra dos Clones”. Ela estudou como aprendiz do Conde Dooku durante a primeira metade das Guerras Clônicas antes de ser expulsa. Em vez de morrer, ela continuou a conduzir seus negócios e a exercer a Força usando seu treinamento no lado negro do Conde Dooku em conjunto com seu treinamento de Irmã da Noite da Mãe Talzin.

Em uma mídia diferente, agora nos games, Dathomir também foi explorada por Call Kestis, e ao longo de sua passagem pelo planeta ele conheceu a bruxa Merrin.

Sobrevivente do massacre de General Grievous das Irmãs da Noite durante as Guerras Clônicas, Merrin encontrou o Mestre Jedi Taron Malicos, que fora para Dathomir depois da Ordem 66 e a fizera acreditar que a culpa do massacre das Irmãs era única e claramente dos Jedi.

Bruxas a serviço do Grande Almirante Thrawn

As bruxas de Thrawn
Divulgação

Embora muitos dos cantos mágicos da tradição de “Star Wars” sejam revelados nos programas de animação, as Irmãs da Noite também foram vistas em live-action na série“Ahsoka” de 2023, trabalhando para o Grande Almirante Thrawn.

As “Grandes Mães”, como Thrawn as chama, eram bruxas Dathmiri que vieram do distante planeta Perdia e – de acordo com o Almirante – foram uma das primeiras a aproveitar o poder do viajante hiperespacial Purgill. O trio parecia particularmente focado na ressurreição, já que muitos membros do exército de Thrawn foram mortos e trazidos de volta como soldados zumbificados nos anos em que ficaram presos.

Morgan Elsbeth, que apareceu pela primeira vez na 2ª temporada de “The Mandalorian”, também foi revelada como uma Irmã da Noite treinada em “Ahsoka”. Seu treinamento foi ampliado ainda mais na primeira temporada da série de antologia animada do Disney+, “Tales of the Empire”. Elsbeth e as Grandes Mães de Perdia eram tão dotadas na Força que eram capazes de se comunicar através de galáxias inteiras – o que sugere uma conexão que mesmo os Jedi e Sith mais poderosos não conseguiram reunir.

As Bruxas da força em The Acolyte

The Acolyte apresentou um novo grupo de Bruxas no universo Star Wars
Divulgação

As bruxas que conhecemos em The Acolyte são algo completamente diferente. Sua magia parece funcionar através do uso da Força, que elas chamam de fio. Ainda há muito mistério em torno de quem elas realmente são, já que só temos um vislumbre de seus costumes neste episódio. Vemos que é uma parte importante de sua cultura ter seus descendentes ascendendo e assumindo uma marca misteriosa, mas não muito mais que isso. Elas também odeiam os Jedi, embora essa desconfiança profunda nunca seja completamente explicada.

Semelhante às Irmãs da Noite, parece haver um componente visual no uso de seus poderes. Quando os Jedi ou Sith usam a Força, ela é invisível. Quando as Nighsisters e o coven de Brendock lançam feitiços, há um elemento visual nisso. Nós vemos isso como uma névoa verde para com as Irmãs da Noite. E para o coven em Brendock, é mais como vibrações no ar, como ondulações na água.

Ter mais de um coven de bruxas na galáxia de Star Wars faz sentido, no entanto. Outras culturas perceberiam a Força de forma diferente e a exerceriam de maneiras diferentes. A galáxia é um lugar grande, afinal. Embora vejamos esse coven destruído, temos a sensação de que elas não são o único coven de bruxas semelhantes na galáxia. Ou talvez até mesmo em Brendock. Certamente aprenderemos mais nos episódios restantes de The Acolyte.

As bruxas de “Star Wars” são boas ou más?

As Bruxas em Brendok
Divulgação

Como todos os grandes personagens e facções da ficção, perguntar se as bruxas em “Star Wars” são boas ou más tem nuances. A maioria mostrada em vários programas de TV inclina-se para a vilania – mas apenas na medida em que essas escolhas “ruins” os progridem.

Personagens como Asajj se distanciaram das Irmãs da Noite e dos Sith ao longo do tempo e Asajj é conhecido por ajudar Jedi como Obi-Wan e Ahsoka no passado. Mais recentemente, ela foi vista ajudando a treinar Omega em sua sensibilidade à Força na temporada final de “The Bad Batch”.

Quando se trata do clã liderado por Mãe Aniseya, é difícil argumentar contra a frustração deles com o fato de os Jedi essencialmente estocarem pessoas com uma forte conexão com a Força. A obsessão deles com o que Osha e Mae representaram ou não para seu futuro pode não ter fins altruístas, mas saber quanto poder você pode ter é suficiente para levar qualquer um a atos sombrios.

Confira também: The Acolyte: Saiba que horas o episódio 3 estreia no Disney+

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes e séries das suas franquias favoritas no Universo Sagas. Aproveite também para seguir a nossa conta no instagram e a página do Google News.

- publicidade -
- Advertisement -spot_img
Marco Victor Barbosa
Marco Victor Barbosa
Formado em Jornalismo pelo CES/JF, e um amante eterno de filmes, séries, super-heróis, games, HQs e músicas. Dono de outros projetos pela internet, e uma pessoa que tem prazer em escrever sobre todos os temas citados.
Últimos Textos
Conteúdo relacionado