A trama de Top Gun 3 pode já ter sido revelada em Top Gun: Maverick, entenda!

Imagem do filme Top Gun: Maverick
Divulgação

Anunciado oficialmente, o filme Top Gun 3 ainda está nos estágios iniciais do seu desenvolvimento e não há muito que sabemos sobre a trama do novo filme que, com certeza, será estrelado por Tom Cruise. E assim, olhando para as produções que já foram lançadas para encontrar um padrão narrativo ou tema que pode ter sido indicado como uma boa ideia de continuação, foi no segundo filme da franquia que encontramos a possível resposta para sua próxima trama.

Continua após a publicidade..

Também pode te interessar:

Intitulado Top Gun: Maverick e dirigido por Joseph Kisinski, o filme leva os fãs a acompanhar a história de Pete “Maverick” Mitchell (Tom Cruise), um piloto à moda antiga da Marinha que coleciona muitas condecorações, medalhas de combate e grande reconhecimento pela quantidade de aviões inimigos abatidos nos últimos 30 anos.

Entretanto, nada disso foi suficiente para sua carreira decolar, visto que ele deixou de ser um capitão e tornou-se um instrutor. A explicação para esse declínio é simples: ele continua sendo o mesmo piloto rebelde de sempre, que não hesita em romper os limites e desafiar a morte. Nesta nova aventura, Maverick precisa provar que o fator humano ainda é fundamental no mundo contemporâneo das guerras tecnológicas.

Dessa maneira, com a história do filme já relembrada, vamos explorar como o segundo e mais recente longa da franquia estrelada pode ter revelado a trama de Top Gun 3!

Continua após a publicidade..

Top Gun: Maverick mencionou um futuro sem pilotos

Imagem do filme Top Gun: Maverick
Divulgação

Se você já assistiu Top Gun: Maverick, então sabe que o filme começa com o personagem Pete “Maverick” Mitchell testando um programa de scramjet (tipos de motores com propulsão interna que podem funcionar com vários tipos de combustíveis químicos) hipersônico chamado “Darkstar” – que o Cotra-Almirante Chester “Hammer” Cain planeja cancelar.

Durante essa sequência em questão, é revelado ao público que o programa seria descontinuado por não ter atingido uma especificação de contrato, onde o caça deveria atingir uma velocidade no ar que é designada como Mach 10. Sendo o conhecido piloto implacável que conhecemos, Pete decide, então, provar que consegue chegar à velocidade hiper-sônica, mas acaba ultrapassando a velocidade e destruindo o protótipo da aeronave.

Com isso, o Contra-Almirante Cain fica furioso com o piloto e diz que “mais cedo ou mais tarde, [eles] não precisarão de pilotos”. Ele também diz que “o futuro está chegando” e que Maverick não está nele. “O futuro é inevitável e seu tipo está fadado à extinção”.

Continua após a publicidade..

Mesmo que a narrativa do filme siga em frente para ver o retorno do personagem interpretado por Tom Cruise na escola de pilotos, Top Gun, o longa parece ter dado um prenúncio para a narrativa que sua sequência exploraria: vendo Pete, Rooster, Hangman e o resto dos pilotos enfrentando uma nova realidade onde a tecnologia estaria tão avançada que os substituiria.

Essa trama não estaria longe de assuntos da atualidade, já que estamos lidando com a chegada da inteligência artificial e seus diversos usos em todas as áreas na sociedade.

É uma narrativa que pode apresentar dois finais para Maverick: vendo ele se aposentar de seus serviços ou forçá-lo a se provar que ele e os outros pilotos não podem ser substituídos – mostrando que há coisas que essas aeronaves nunca seriam capazes de fazer sem seus pilotos.

Como essa trama de Top Gun pode dar o final perfeito para Maverick?

Imagem de Tom Cruise como Maverick em Top Gun
Divulgação
Continua após a publicidade..

Como mencionamos acima, essa narrativa pode dar a Pete Maverick a motivação necessária para embarcar em uma última missão antes de sua aposentadoria.

Já que o segundo longa da franquia mostrou o piloto consertando sua relação com Bradley “Rooster” Bradshaw e Penny Benjamin, “Top Gun 3” pode apresentar a oportunidade perfeita para encerrar o arco do personagem de Tom Cruise, dando à ele a missão de salvar a divisão Top Gun e viabilizando a chance de pilotos como como Rooster e Jake “Hangman” Seresin de continuarem com seu legado (caso o estúdio decida continuar a franquia sem seu ator protagonista).

E assim, podendo ser considerado um dos melhores pilotos que saíram da escola militar, seria emocionante e muito simbólico ter Pete lutando para salvar a divisão (ainda mais agora que o Iceman está morto) antes de passar o bastão para o filho de seu parceiro, Rooster.

Confira também: Todas as séries do Arrowverse da DC, ranqueadas da pior para a melhor

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes e séries das suas franquias favoritas no Universo Sagas. Aproveite também para seguir a nossa conta no instagram e a página do Google News.

Apaixonada por cinema e interessada nos bastidores e curiosidades por trás de filmes, games e séries, se formou em Rádio, TV e Cinema em 2017. Seu jogo favorito é The Last of Us e dentre seus títulos favoritos estão as séries 24 Horas, Friends e Bones; a saga Harry Potter; e a animação Avatar: A Lenda de Aang.